Grécia

Santorini – Grécia

Quando falamos em Ilhas Gregas é a imagem de Santorini que rodeia pelo nosso imaginário no primeiro momento! A ilha de Santorini é o destino de milhares de viajantes que procuram o vilarejo de casinhas brancas, de portas coloridas penduradas nas ladeiras de um terreno acidentado, permeadas por igrejinhas de cúpulas azuis e moinhos que servem de cenário ao pôr do sol mais poético do universo – o vilarejo é chamado de Oia. Pronuncia-se “Ia”.

–> Santorini, duas faces – baía misteriosa, ilha do sossego e de águas azuis e por outro, face do antigo vulcão que esculpiu a ilha em uma colossal explosão no ano de 1500 a.C. e que cortou a ilha em vários pedaços criando um mar interior que se abre para escarpas altíssimas onde as atuais cidades foram se encarapitando.

As praias vulcânicas de Santorini não são as mais conhecidas da Grécia, mas se destacam por sua diversidade, seu encanto particular e a cor mutante de sua areia ou as pedras que as revestem. Nomes como Perivolos, a praia Branca, a praia Vermelha, Baxedes, Pori com seu porto e suas casinhas coloridas, são nomes que você não deve esquecer. Um entorno abrupto e duro, com pedras vermelhas, brancas, pretas e um mar azul turquesa formam uma maravilha mediterrânea! A praia mais interessante é Red Beach, de areias pretas com nuances avermelhadas.

O melhor lugar da ilha para dar um mergulho é um segredinho a parte!!! À esquerda de Amoudi Bay (aquela dos burros e dos degraus) há um pequeno caminho em cuja entrada há uma placa avisando sobre o perigo de desabamentos. Sim, é meio perigoso. Mas no fim da trilha há um murinho de onde é possível saltar ao mar para nadar até a ilhota que está logo em frente. De lá, se tem uma das vistas mais inacreditavelmente belas!!! Apenas esse lugar vale toda a viagem!

–> A ilha de Santorini é realmente de outro mundo! Mesmo estando lá você chega a duvidar se a ilha existe mesmo!!!

image

Santorini – Grécia

IMG_4019

Santorini – Grécia

IMG_4030

Santorini – Grécia

image

Santorini – Grécia

image

Santorini – Grécia

IMG_4322

Santorini – Grécia

IMG_4318

Santorini – Grécia

IMG_4311

Santorini – Grécia

IMG_4301

Santorini – Grécia

IMG_4289

Santorini – Grécia

IMG_4297

Santorini – Grécia

IMG_4291

Santorini – Grécia

IMG_4296

Santorini – Grécia

IMG_4285

Santorini – Grécia

IMG_4282

Santorini – Grécia

IMG_4263

Santorini – Grécia

IMG_4262

Santorini – Grécia

IMG_4097

Santorini – Grécia

image

Santorini – Grécia

image

Santorini – Grécia

IMG_4278

Santorini – Grécia

IMG_4275

Santorini – Grécia

IMG_4274

Santorini – Grécia

Santorini é um nome de origem italiana dado pelos mercadores venezianos a Thera, nome grego desta ilha carregada de tantas histórias. A ilha se encontra no extremo sul do arquipélago das Cícladas, no mar Egeu, à 200 km de Atenas, de forma que é possível combinar a sua visita com passeios à outras ilhas pelos arredores. Mikonos é a mais conhecida, mas também é possível visitar Anafi, Ios, Amorgos, Naxos ou Paros. Ao sul de Santorini está Creta, a grande ilha grega que oferece inúmeras atrações aos viajantes. E o que dizer da Grécia Continental com Atenas e Micenas ou a vizinha Turquia. Como vocês podem ver, são muitas as possibilidades para uma viagem pela Grécia!!!

–> Oia é, muito provavelmente, o lugar mais caro da Grécia. Espere pagar 6 euros por uma cerveja (o preço normal na Grécia seria 2,50 euros) ou 5 euros por um café em qualquer bar ou restaurante mais ajeitadinho (há alguns espetaculares) e/ou com vista para o mar e o vulcão. Os pontos – turisticamente – imperdíveis são as igrejas ortodoxas, as ruelas de escadas pintadas de branco, o moinho de vento e o castelo (ruínas apenas) que é o local para assistir ao pôr do sol.

* Mas pra falar a verdade, se você estiver bem localizado, o pôr do sol mais fotogênico, mais bonito e tranquilo será, com certeza, no pátio do seu hotel (bons hotéis: Aspa Villas e o Nikko Villas) onde você conseguirá contemplar perfeitamente a “ponta” e a geografia da ilha, e de bônus, ver o sol se pôr e ao mesmo tempo admirar o centrinho da cidade e a igreja ortodoxa de cúpula azul bem ao lado. Um cenário e tanto!!!

–> A capital da ilha (e também a sua maior cidade) é Thira e apesar de também ter o seu charme, ela não chega aos pés de Oia. Mas é onde estão os hotéis e restaurantes mais econômicos. Ela é indicada para quem gosta de movimento, noites animadas, enfim… É uma área mais central, onde você se desloca mais facilmente à outras partes da ilha. Há muitas opcões de restaurantes e também de fast foods.

–> Se você quiser fazer um passeio até o vulcão, há duas opções: descer as escadas a pé ou em cima de um “burrico”, ou pegar o teleférico até o porto de Thira para pegar o barco.

depositphotos_36406051-Santorini-cable-car

Teleférico em Santorini

–> Tem também Imeriglovi, o vilarejo entre Thira e Oia, um pouco mais secundário e tranquilo. É uma opção mais família, que oferece hospedagem mais em conta, mas ao mesmo tempo afastado da fama “festeira” da capital.

A dica do Viagem em Familia é hospedar-se em Oia – mesmo pagando mais caro! É o tipo do gasto que vale a pena!!!

* Em Oia, espere pagar cerca de 80 euros por um quarto bacaninha sem vista para o mar. Com vista para o Egeu, o céu é o limite. Os quartos espetaculares com piscinas privadas chegam fácil a preços de quatro dígitos. Os hotéis com piscina “compartilhada” de frente para o mar têm tarifas que começam em 150 euros por casal. Em julho e agosto as diárias são mais caras. Reservar antes de ir é sempre uma boa idéia.

IMG_4253

Santorini – Grécia

IMG_4250

Santorini – Grécia

IMG_4243

Santorini – Grécia

IMG_4241

Santorini – Grécia

IMG_4249

Santorini – Grécia

IMG_4215

Santorini – Grécia

praia_redbeachsantorini2

Red Beach – Santorini

* Nos últimos dez anos, Santorini entrou na rota de vários navios de cruzeiros que cruzam a Grécia e sua capacidade de absorver tantos turistas está no limite máximo. Ao longo do dia, grupos gigantescos desembarcam na ilha e entopem as ruelas estreitas de Oia. Para quem deseja curtir o lugar com calma, recomendo hospedar-se em Oia para curtir as manhãs e as noites de tranquilidade, antes e depois da chegada dos grupos. Nas horas de aglomeração, o melhor a fazer é esconder-se na piscina do hotel ou caminhar pelos trechos menos congestionados.

IMG_4373

Santorini – Grécia

IMG_4048

Santorini – Grécia

–> Para os gourmets, nós recomendamos que curtam a gastronomia local em uma refeição em frente à caldeira vulcânica ou no povoado pesqueiro de Armeni. Além da comida, normalmente os restaurantes oferecem uma vista espetacular incluída no preço. Isso realmente é um diferencial em Santorini, pois existem os restaurantes “com vista” e os “sem vista” e a escolha é complicada. Muitos dos restaurantes com melhor comida não possuem vista e outros se baseiam no visual para cobrar caro por uma comida apenas razoável, assim como acontece nos locais mais turísticos do planeta.

As indicações de restaurantes incluem alguns de renome, como 1800 e o Ambrosia-Nectar – são bem elogiados e recomendados. É importante lembrar de fazer reserva para garantir o seu lugar. E outros mais em conta como o Papagalos, bem próximo ao extremo oeste da vila e de onde se observa o pôr-do-sol. O tempero da comida é bastante requintado.

Em Thira a indicação é a Taverna Nikolas na rua Erythrou Stavrou, que é um pouco mais interna. Essa é uma típica taverna grega familiar, com um ambiente simples e sem visual. O Sr. Nikolas, dono da taverna, atende algumas mesas pessoalmente e é conhecido por sua simpatia e objetividade. A comida é simples e barata.

Para terminar, se você gosta de doce não deixe de passar na doceria Melévio em Oia. Além dos doces tradicionais, procure experimentar os doces gregos, principalmente a Baklava e Kataifi. São a base de amêndoas e mel!!!

–> Para quem gosta de história, arte e cultura, a visita dos sítios arqueológicos pode ser um contraponto ideal entre a festa, a gastronomia e as praias de Santorini. Akrotiri é o principal e foi reaberto recentemente, mas existem outros como Vlihada, Arhea Thira, Pyrgos, Profitis Elias e Thermi.

–> Se você quer encontrar uma Grécia ensolarada, vá entre meados de maio e início de outubro. Os meses de junho e setembro são os meses ideais, com luz, calor e muvuca sob controle. Julho já é bem cheio, mas é menos do que agosto, quando as férias européias fazem as ilhas lotarem. De meados de outubro a abril, você vai encontrar dias nublados, alguma chuva e até frio. Não é uma época boa para destinos de praia.

–> Como chegar a Atenas… Não há vôos diretos do Brasil a Atenas, mas isso não tem a menor importância. Com exceção da TAP e Air Europa, todas as companhias européias que atuam no Brasil (e mais as do Golfo) levam a Atenas com uma conexão (aproveite para dar uma paradinha na ida ou na volta na cidade de conexão).

–> Como chegar as diversas ilhas na Grécia? A Aegean e sua subsidiária Olympic (sim, a cia. menor arrematou a antiga estatal!) voam para a maior parte das ilhas. De Atenas a Mykonos são 35 minutos; a Santorini, 45 minutos; a Heraklion (Creta), 50 minutos; a Paros, 50 minutos; a Kos, 55 minutos; a Samos, 55 minutos; a Chania (Creta), Corfu, Kefalonia, Rhodes ou Zakynthos, 1 hora.

–> Muitas companhias voam de outros países diretamente às ilhas, notadamente as low-costs (preste atenção na limitação de peso de bagagem!).

–> A melhor central de informações sobre as ligações de ferrys é o site Greekferries.gr. Você faz as reservas e retira os bilhetes numa agência física na Grécia.

–> Para pesquisar saídas de Atenas, use a localização “Piraeus”, que é o nome do porto que serve a cidade.

–> A ilha de Santorini tem duas formas de entrada: por barco ou avião. Por via marítima é como a maioria das pessoas chegam por lá, mas não é exatamente a forma mais rápida. Existem varios tipos de ferry e catamarãs ligando a ilha a outras ilhas ou Atenas, mas em sua maioria, apesar de mais baratas, demoram muitas horas, então é necessario dedicar um dia de viagem só pra isso. Ótimo pra quem vai passar bastante tempo na Grécia, mas não tão boa idéia para quem tem pouco tempo (ou quer fazer várias ilhas/cidades na mesma viagem).

Porém Santorini tem um aeroporto internacional, nos arredores de Thira, a capital da ilha, com inúmeros voos ao longo do dia vindos de Atenas (cerca de 40 minutos de voo) e de outras ilhas (durante a alta temporada), e alguns voos diretos vindos das principais capitais Européias durante o verão.

*** Uma pergunta bem frequente para quem viaja com crianças, no caso da Grécia: – “É tranquilo viajar para Santorini com pimpolhos?”

A minha resposta é sempre a mesma para qualquer destino: – Depende de você, do que você quer, das suas expectativas, do estilo da sua família, do que seus filhos são acostumados a fazer, da idade deles, enfim… Na realidade qualquer lugar do mundo pode ser muito “friendly” com crianças, se os pais assim o quiserem. No nosso caso, por exemplo, meus filhos nasceram viajando e portanto estão acostumados com qualquer trip… São acostumados a acordar cedo, a andar, a comer na hora que der e o que tiver, definitivamente eles transpuseram todas as barreiras, sem sofrimento, muito pelo contrário, amam a aventura! E perguntam sempre qual será o próximo destino? Sinceramente não conheço melhores companheiros de viagem!!! Eu viajo com meus filhos e me orgulho disso!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s