Mato Grosso

Chapada dos Guimarães – (MT)

…“Viver em ti”, cidade maravilhosa é aproveitar uma oportunidade grandiosa. Mas, “nascer em ti” é sorrir… É ser Chapadense… É ser “nativa”… Que traz nas veias a força da vida, da determinação e da conquista. É ser Filha da Terra. É ser forte como o magnífico São Jerônimo… imponente, e de beleza sem igual… (Antonielle Martins)

… “Living in you,” beautiful city is to enjoy a grand opportunity. But “born in you” is … smile … It’s being chapadense be “native” … Which brings veins the life force, determination and achievement. It is to be Earth’s Daughter. It is to be strong as the magnificent St. Jerome … impressive, and unique beauty … (Antonielle Martins)

IMG_1112 (1)

Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7176

Chapada dos Guimarães – MT

A Chapada dos Guimarães é uma cidadezinha bem simples localizada no MT, a leste de Cuiabá (70 km) e está a uma altitude de 811 metros, o que garante alguns dias bem frios no inverno – quando as temperaturas podem cair a -2C. Mesmo no verão, as noites também são bem agradáveis e fresquinhas. Essa cidadezinha já se acostumou a atrair gente do mundo todo, os apaixonados pela natureza! Também não é pra menos, o parque é considerado um dos Patrimônios Mundiais da Humanidade pela Unesco, no Brasil e é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e fica aberto diariamente das 9:00h às 16:00h e não cobra ingresso.

The Chapada dos Guimarães is a simple town located in MT, east of Cuiaba (70 km) and is at an altitude of 811 meters, which ensures some very cold days in winter – when temperatures can drop to 2C. Even in summer, nights are also very nice and freshly baked. This town has got used to attract people from around the world, lovers of nature! It is also not for less, the park is considered one of the World Heritage by UNESCO in Brazil and is administered by the Chico Mendes Institute for Biodiversity Conservation (ICMBio), and is open daily from 9: 00h to 16: 00h and not snake ticket.

IMG_1179

Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1180 (1)

Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1182 (1)

Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1184 (1)

Chapada dos Guimarães – MT

As principais atrações da Chapada dos Guimarães estão guardadas no Parque Nacional de mesmo nome – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – que fica à 13 quilômetros da cidade e oferece estacionamento, restaurante, quiosques, lojinhas de artesanato e centro de atendimento ao visitante.

A reserva, criada em 1989, ocupa uma área de mais de 32 mil hectares de terra protegida com um relevo peculiar cheio de paisagens fascinantes, abrigando dezenas de cachoeiras de água gelada para espantar o calor do cerrado, mirantes, formações rochosas, pinturas rupestres, cavernas e trilhas em meio à vegetação típica do cerrado e que levam você a locais belos e raros. Pelo caminho, correm cursos d’água que cortam um vasto areal onde se ergue uma vegetação rasteira e de arbustos. Pedras avermelhadas de todas as formas e tamanhos se sobrepõem formando desenhos, totens, pontes e esculturas tão improváveis, que por vezes parecem terem sido colocadas ali propositalmente. O cenário é de uma beleza intrigante!

Dizem os estudiosos que a Chapada dos Guimarães (MT) um dia já foi mar, já foi deserto, depois virou floresta e até habitat de dinossauros. Tudo isso há centenas de milhões de anos, segundo a história contada pelos fósseis e pela formação geológica encontrados ali.

–> Como Chegar: a Chapada dos Guimarães está localizada no estado do Mato Grosso, a aproximadamente 70 km de sua capital, Cuiabá, onde está o aeroporto mais próximo – Marechal Rondon. A partir de Cuiabá você pode chegar à Chapada pela BR-251, a rodovia é asfaltada.
​- Suas opções: ônibus (confira os horários), transfer, carro alugado (confira as locadoras) ou fechando um pacote com uma agência. Também existe a possibilidade de contratar diretamente um guia que tenha uma 4×4 e fechar o pacote completo: transfer e passeios.
* Na cidade você encontra somente o Banco do Brasil e Banco Bradesco, além de casa lotérica que atende pela Caixa Econômica. Como nem todos os estabelecimentos comerciais aceitam cartões de crédito, é importante se programar e levar dinheiro.

The main attractions of Chapada dos Guimarães are stored in the eponymous national park – Chapada dos Guimarães National Park – which is on the 13 km of the city and offers parking, restaurant, kiosks, craft shops and visitor service center.

The reserve, established in 1989, covers an area of ​​over 32 hectares of protected land with a peculiar relief full of fascinating landscapes, housing dozens of ice water waterfalls to chase away the heat of the savannah, gazebos, rock formations, cave paintings, caves and trails through the typical cerrado vegetation that lead you to beautiful and rare places. Along the way, they run waterways that cut a wide areal where stands a creeping shrubs and vegetation. P edras reddish in all shapes and sizes overlap forming designs, totems, bridges and sculptures so improbable, that sometimes seem to have been placed there purposely. The setting is an intriguing beauty!

The scholars say that the Chapada dos Guimarães (MT) one day was once sea, was once desert, then he turned to forest and habitat for dinosaurs. All this for hundreds of millions of years, according to the story told by fossils and the geological formation found there.

-> How to Get There: Chapada dos Guimarães is located in the state of Mato Grosso, about 70 km from its capital, Cuiabá, where is the nearest airport – Marechal Rondon. From Cuiaba you can reach the Chapada the BR-251, the highway is paved.
– Your options: bus (check times), transfer, rental car (check the rental) or closing a package with an agency. It is also possible to directly hire a guide that has a 4 × 4 and close the complete package: transfer and tours.
* In the city you will find only the Bank of Brazil and Bradesco, and lottery house that meets the Savings Bank. As not all shops accept credit cards, it is important to plan and carry cash.

IMG_0748

Em direção a Chapada dos Guimarães…

IMG_0752

Em direção a Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0753

Em direção a Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0755 (1)

Em direção a Chapada dos Guimarães – MT

–> Onde ficar: Há opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos, desde áreas de camping ao charmoso Atmã Resort. Verifique no Booking a opção que mais encaixa no perfil da sua família!

* O Viagem em Família ficou hospedado na Pousada do Parque, a única que fica dentro do Parque Nacional da Chapada e com isso tivemos a possibilidade de começar os passeios mais cedo, com a temperatura mais agradável. A pousada é servida por energia limpa e renovável. Recomendadíssima! O lugar, além de fantástico, é mágico!!! Você presencia um amanhacer incrível, um pôr do sol deslumbrante e um céu a noite que é de tirar o fôlego!!! – (http://www.pousadadoparque.com.br)

–> A dica é prestar atenção na entrada porque é um pouco escondida, mas fica na beira da estrada (a foto está abaixo) e há necessidade de uma senha para abrir o portão. Não esqueça de pegá-la com a pousada após a efetivação da reserva.

–> Where to stay: There are accommodation options to suit every taste and budget, from camping areas to the charming Atma Resort. Check the Booking the option that fits in your family profile!

* The Family Travel was staying at the Park Inn, the one that is within the Chapada National Park and with that we were able to start tours earlier with the most pleasant temperature. The hostel is served by clean, renewable energy. Recomendadíssima! The place, as well as fantastic, is magical !!! You witness an incredible cultivated a stunning sunsets and the night sky is breathtaking !!! – ( http://www.pousadadoparque.com.br )

-> The trick is to pay attention at the entrance because it is a bit hidden, but is on the roadside (the photo is below) and no need for a password to open the gate. Do not forget to pick it up with the hostel after making the reservation.

IMG_0760 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0761

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0875

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0945 (2)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0944 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1500

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7001

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0781 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0780 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0789 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0792 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0787

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0940 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0942 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0878 (1)

Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0879

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0884 (1)

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0898 (1)

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0903 (1)

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0890 (1)

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0893 (1)

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7022

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7030

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7046

Mirante Pousada do Parque – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

–> Quando ir: O mês de setembro seria o mês ideal para visitar à região. Mas vale lembrar, entretanto, que nessa época as cachoeiras estão com menos força, e o volume de água está bem reduzido. Porém, não há período melhor para admirar os vários mirantes e apreciar um lindo pôr do sol. Já o período chuvoso pode atrapalhar a beleza das cachoeiras e inviabilizar alguns passeios imperdíveis.

* Sinceramente nós, do Viagem em Família, gostamos muito do mês de julho, de dia o sol brilhava, mais sem esquentar muito e a noite a temperatura caía e fazia aquele friozinho delicioso! As cachoeiras estão muito agradáveis e com águas cristalinas, o que não acontece nos meses de chuva – novembro a março. O período da seca compreende os meses entre abril e outubro.

–> A pergunta mais comum… quantos dias na Chapada dos Guimarães? Bem, nós ficamos 4 dias e escolhemos os principais passeios, ou seja, as jóias raras do parque e fora dele também. Querendo fazer todos os passeios, a dica é optar por uns 5 / 6 dias. Se bem que o lugar tem tantas opções que podem consumir até mais dias!!! Normalmente as agências oferecem pacotes de 8 dias.

* Nosso roteiro em MT incluiu: 4 dias na Chapada, 4 dias em Vila Bom Jardim (flutuação) e 5 dias em Porto Jofre – coração do Pantanal. O ideal é aproveitar a viagem para explorar todo o potencial dos arredores de Cuiabá. Fica a dica!

–> Exceto o mirante do Véu de Noiva, para visitar qualquer atração é obrigatório contratar guias credenciados nas pousadas ou nas agências: Chapada Explorer, 3301-1290; Chapada Off Road, 3301-2441. Os passeios podem ser feitos com veículo próprio ou das agências.

–> A lista de guias e condutores credenciados está disponível em http://www.ecobooking.com.br/.

–> Nossa dica é contactar os guias diretamente. Os guias abaixo (bilíngues) foram os recomendados pela Pousada – excelentes!!!

Ciça – (65) 9997-3045

Tadeu – (65) 9931-8862

Alexandre – (65) 9977-2377

Importância do guia: a Chapada dos Guimarães possui uma enorme área silvestre. Por isso, é imprescindível e no caso, obrigatório, que você esteja acompanhado por alguém (credenciado) que conheça bem cada lugar, que possa lhe indicar os melhores lugares a se visitar, e que tenha preparo para socorrer em situações de risco ou acidente. Além disso, esse profissional vai enriquecer sua viagem com informações sobre a fauna, flora, geologia e história da região.

Cuidados essenciais:

1) Nas trilhas, é recomendável usar meias e calçados adequados para caminhadas, roupas leves e que sequem facilmente, roupa de banho por baixo, chapéu, protetor solar e muito repelente. Levar água na mochila e dependendo da extensão do passeio, um lanchinho cai muito bem! Se você estiver indo entre outubro e março recomendo uma capa de chuva. Não esquecer das lanternas e pilhas extras.

2) Segundo informações não há obrigatoriedade de vacina contra febre amarela mas, nós tomamos por precaução!

Nosso roteiro seguiu assim:

Chegamos no aeroporto de Cuiabá – Marechal Rondon – 1h40, pegamos o carro alugado e seguimos para um hotel próximo para descansarmos. No dia seguinte seguimos para Chapada, nos hospedamos na Pousada do Parque e seguimos para o passeio na cachoeira Véu de Noiva, onde também almoçamos no Restaurante Véu de Noiva. A comida é bem gostosinha! * O peixe que as crianças amaram foi o Peixe Pintado – não queriam saber de outro!

–> Cachoeira Véu de Noiva – formada pelo rio Coxipó, a cachoeira cai de uma altura de 86 metros emoldurada por paredões de arenito formando um cenário inesquecível, é o cartão-postal do parque! A piscina formada é perfeita para banhos, mas foi interditada em 2008, assim como a trilha de acesso à base.

–> Você pode observar a queda e o voo das araras (lindas!) a partir do mirante, a 550 metros do estacionamento do parque. As visitas são auto-guiadas! O lugar é belíssimo!!!

– O Véu de Noiva pode ser visitado todos os dias da semana, das 9:00 às 16:00 h.
​- O limite de capacidade é de 120 pessoas (ao mesmo tempo) no circuito. A entrada é franca e o controle é feito por monitores do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Devido ao limite de capacidade, pode ser necessário aguardar vaga para acesso ao atrativo. Em geral, ocorre lotação somente nos finais de semana e feriados e a espera não costuma exceder 30 minutos.

When to go: The month of September would be the ideal month to visit the region. But it is worth remembering, however, that this time the waterfalls are less strength, and the water flow is greatly reduced. However, there is no better time to admire the various viewpoints and enjoy a beautiful sunset. But the rainy season can disrupt the beauty of waterfalls and derail some unmissable tours.

* Honestly us, Family Trip, much like the month of July, the day the sun was shining, but without very hot and the night temperature dropped and was that delicious chill! The waterfalls are very nice and with crystal clear water, which does not happen during the rainy season – from November to March. The dry season covers the months between April and October.

-> The most common question … how many days in the Chapada dos Guimarães? Well, we stayed 4 days and chose the main rides, ie the rare gems of the park and out of it too. Wanting to do all the rides, the tip is to opt for a 5/6 days. Although the place has so many options that can consume even more days !!! Typically agents offer packages 8 day.

* Our script in MT included: four days in the Chapada, 4 days in Vila Bom Jardim (floating) and 5 days in Porto Jofre – the heart of the Pantanal. Ideally enjoy the trip to explore the full potential of the outskirts of Cuiaba. It is the tip!

-> Except the lookout Bridal Veil to visit any attraction is required to hire certified guides in hostels or in branches: Chapada Explorer, 3301-1290; Chapada Off Road, 3301-2441. The tours can be made with own vehicle or the agencies.

-> The list of accredited guides and drivers is available in http://www.ecobooking.com.br/ .

-> Our tip is to contact them directly guides. The guides below (bilingual) were those recommended by the Inn – excellent !!!

Ciça – (65) 9997-3045

Tadeu – (65) 9931-8862

Alexander – (65) 9977-2377

Guide importance: the Chapada dos Guimarães has a huge wild area. Therefore, it is imperative and in this case, mandatory, you are accompanied by someone (accredited) who knows every place that can direct you to the best places to visit, and has prepared to help at-risk or accident. In addition, this professional will enrich your trip with information about the fauna, flora, geology and history of the region.

Basic care:

1) On the trails, it is recommended wear socks and appropriate shoes for walking, light clothes and dry easily, under swimsuit, hat, sunscreen and insect repellent. Bring water in the backpack and depending on tour length, a snack falls nicely! If you are going between October and March recommend a raincoat. Do not forget the flashlights and extra batteries.

2) According to information there is no requirement for yellow fever vaccine, but we take a precaution!

Our script went like this:

We arrived at the airport in Cuiaba – Marechal Rondon – 1:40 a.m., took the rental car and headed to a nearby hotel to rest. The next day we went to Chapada, stayed at Inn the Park and follow along for the ride in Bridal Veil waterfall, where we had lunch at Restaurant Bridal Veil. The food is well gostosinha! * The fish that children loved was the Painted Fish – did not know each other!

-> Waterfall Bridal Veil – formed by the river Coxipó, the waterfall drops from a height of 86 meters framed by sandstone walls forming an unforgettable setting, it is the postcard of the park! The formed pool is perfect for swimming, but was closed in 2008, as well as based access track.

-> You can observe the fall and the flight of macaws (beautiful!) From the lookout, 550 meters from the park’s parking lot. Tours are self-guided! The place is gorgeous !!!

– The Bridal Veil can be visited every day of the week, from 9:00 to 16:00.
– The capacity limit is 120 people (while) in the circuit. Admission is free and the control is done by monitors from the Chapada dos Guimarães National Park. Due to the capacity limit, it may take a seat for access to attractive. In general, stocking occurs only on weekends and holidays and the wait usually does not exceed 30 minutes.

IMG_0798 (1)

IMG_0796

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0800 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0802 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0801 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0813 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0806 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0807 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6930

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6946

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0815 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6937

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0814 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6966

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6950

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0840 (1)

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7396

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6973

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6978

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6977

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6940

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6939

Cachoeira Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_6972

Restaurante Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

–> Nesse mesmo dia visitamos as pinturas rupestres, a trilha de acesso começa na área da própria Pousada do Parque.

–> No dia seguinte contratamos, através da pousada, uma guia, Ciça, em 4×4, para um  passeio incrível no Vale do Rio Claro e Cidade de Pedra. Há duas opções para chegar ao início da trilha. De 4×4, que atravessa cerca de 28 km de estrada a partir do Centro; ou com veículo de passeio, que não consegue chegar tão próximo das atrações – nesse caso, é preciso caminhar 5 km a mais (na ida e na volta), incluindo um trecho arenoso. De um jeito ou de outro, o passeio é o mesmo.

Como estávamos numa 4×4 optamos por ir direto ao Poço da Anta, com águas cristalinas próximo a nascente, um verdadeiro aquário natural! Fizemos um refrescante mergulho e vimos muitos peixes – delícia!!! Ficamos por lá um bom tempo e depois seguimos para subir a Crista do Galo, uma formação rochosa localizada no centro do vale que oferece um visual panorâmico da Chapada. De lá se avista as cabeceiras dos Rios Claro e Córrego Invernada, além dos imensos paredões de arenito que caracterizam a Chapada dos Guimarães. A subida é mais forte e deve ser feita com muita atenção e cuidado, principalmente se estiver acompanhado por crianças. Quando chegamos no topo, nesse momento, tive a certeza de que estávamos em um dos lugares mais fantásticos da Chapada dos Guimarães. Que visual!

-> That same day visited the cave paintings, the access trail starts in the area of ​​the Park Inn own.

-> The next day we hired through the hostel, a tab, Ciça in 4 × 4, for an amazing tour in Rio Claro Valley and Stone Town. There are two options to get to the trailhead. 4 × 4, which crosses about 28 km of road from the center; or drive vehicle, you can not get as close to the attractions – in this case, you need to walk 5 km more (going and back), including a sandy stretch. One way or another, the ride is the same.

As we were in a 4 × 4 opted to go straight to the Well of Anta, with crystal clear water near the source, a true natural aquarium! We made ​​a refreshing swim and saw many fish – delicious !!! We were there a long time and then proceeded to climb the Rooster Crest, a rock formation located in the center of the valley that offers a panoramic view of Chapada. From there one can see the headwaters of the Rio Claro and Stream Wintering in addition to the huge sandstone walls that characterize the Chapada dos Guimarães. The climb is stronger and should be done with great attention and care, especially if you are accompanied by children. When we arrived at the top at that time, I was sure we were in one of the most fantastic places of Chapada dos Guimarães. Look that!

IMG_0953 (1)

Trilha de acesso ao Poço da Anta – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0956 (1)

Trilha de acesso ao Poço da Anta – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0957 (2)

Trilha de acesso ao Poço da Anta – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0959 (1)

Poço da Anta – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0969 (1)

Poço da Anta – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0966

Poço da Anta – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0989 (1)

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0990 (1)

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0995 (2)

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_0992 (1)

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1008 (2)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1010 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1012 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1015

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1021 (2)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1023 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1025 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1037 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1040 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1047 (1)

Crista do Galo – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

Após a descida, mais um banho refrescante no Poço Encantado/Verde – lindo!!!

After the descent, plus a refreshing swim in the Enchanted / Green Well – beautiful !!!

IMG_1052 (1)

Poço Encantado/Verde – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1054 (1)

Poço Encantado/Verde – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1077 (1)

Poço Encantado/Verde – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1086

Poço Encantado/Verde – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1066 (1)

Poço Encantado/Verde – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1071 (1)

Poço Encantado/Verde – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

Nesse dia levamos um lanchinho para não perder tempo e seguimos com nossa programação até a Cidade de Pedra, um desenho do tempo! De lá se avista uma paisagem incrível, onde formações rochosas são continuamente esculpidas e transformadas, dando margem ao imaginário de cada visitante! A Cidade de Pedra é um dos pontos que melhor caracteriza a Chapada dos Guimarães, por ser o local onde melhor se observa os grandes paredões de arenito que avançam com seus morros gigantescos, e está localizada dentro do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, na parte superior a região do Vale do Rio Claro. 

A caminhada é tranquila e nos leva a formações rochosas e vermelhas esculpidas pelo vento e pela chuva, que lembram as ruínas de uma cidade medieval – as escarpas chegam a mais de 350 metros de altura. Ao longo do passeio, a paisagem vai ganhando novos contornos – são vales verdes, veredas e cerrado, além das nascentes dos rios Paciência e Claro. Para completar o espetáculo, as araras vermelhas são habitués da região – belíssimas!

* É importante ter consciência e atenção, lembrando sempre que você deve obedecer às regras e não ultrapassar os limites estabelecidos pelas cordas. Lembre-se: você está pisando em um solo instável. O arenito se desprende facilmente e placas de rocha caem dos penhascos de tempos em tempos. Por isso, todo cuidado é pouco!!!

On that day we take a snack to save time and followed with our programming to Stone Town, a weather design! From there one can see an incredible landscape, where rock formations are continuously carved and transformed, giving rise to the imagination of every visitor! The Stone Town is one of the points that best characterizes the Chapada dos Guimarães, for being the place where the best notes large sandstone cliffs that advance with its gigantic hills, and is located inside the Chapada dos Guimarães National Park at the top of the Vale do Rio Claro.

The walk is quiet and leads us to rock and red formations sculpted by wind and rain, which resemble the ruins of a medieval town – the cliffs reach more than 350 meters high. Throughout the ride, the scenery is gaining new contours – are green valleys, paths and cerrado, in addition to the sources of rivers Patience and course. To complete the spectacle, the scarlet macaws are regulars in the area – beautiful!

* It is important to be aware and attention, always remembering that you must obey the rules and do not exceed the limits set by the strings. Remember, you are treading on unstable ground. The sandstone comes off easily and rock plates fall from the cliffs time to time. Therefore, great care is !!!

IMG_1154 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1093 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1094 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7198

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1095 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1099 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1103 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1108 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7222

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7174

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1117 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1114

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7221

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7239

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7178

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7236

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1118 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1120 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1121 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1129 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7204

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7216

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1133 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1135

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1141

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1152 (1)

Cidade de Pedra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – MT

–> Para finalizar o dia com chave de ouro assistimos o pôr do sol no Mirante Alto do Céu, outro excelente ponto na Chapada. Ele é, com certeza, um dos lugares mais bonitos da cidade. Na borda do paredão, uma extraordinária paisagem panorâmica da Baixada Cuiabana. Destaca-se o avistamento privilegiado do Morro de São Jerônimo, da Cachoeira Santa Bárbara, da Serra do Quebra Gamela e da Estrada do Tope de Fita, trilha usada antigamente na conexão com Cuiabá.

– No local existem trilhas com mata preservada, sendo possível ver animais silvestres. É bem visitado por muitos estrangeiros para observação de pássaros e animais. Há no local também uma tirolesa radical!!! Por estar dentro de uma propriedade particular (Fazenda Alto do Céu), paga-se o valor de R$ 10,00/por pessoa para visitá-lo.      

– A Fazenda Alto do Céu está localizada na região mais alta da Chapada dos Guimarães, na  Serra do Atmã, a 15 km da cidade, tem acesso por asfalto e estrada de terra. A estrada asfaltada sobe cortando as matas do Vale da Benção e em sua parte mais alta já oferece paisagens panorâmicas de grande beleza cênica. Na volta do passeio, ao final do dia, recomenda-se baixa velocidade no percurso, pois ao anoitecer é comum a movimentação de tamanduás, macacos, lobinhos, coelhos, cobras e até animais maiores como anta e onça, atravessando o asfalto.

– To end the day with a flourish we watched the sunset at Mirante Alto do Céu, another excellent point in Chapada. He is surely one of the nicest places in town. At the edge of the wall, an extraordinary panoramic landscape Cuiabana Baixada. Noteworthy is the privileged sighting of the Hill of St. Jerome, the waterfall Santa Barbara, Serra do Break Trough and Tape Tope Road, track formerly used to connect to Cuiabá.

– At the site there are tracks with preserved forest, and you can see wild animals. It is well visited by many foreigners to observe birds and animals. Also on site is a radical Tyrolean !!! To be within a particular property (Finance High Heaven), pay the value of R $ 10.00 / per person to visit him.

– Fazenda Alto of Heaven is located in the highest region of Chapada dos Guimarães, in the Sierra of Atma, 15 km from the city, is accessible by asphalt and dirt road. The paved road climbs cutting the forests of the Valley of Blessing and its highest part already offers panoramic landscapes of great scenic beauty. In the back of the tour at the end of the day, low speed is recommended on the course because the evening is common to drive anteaters, monkeys, Cub Scouts, rabbits, snakes and even larger animals such as tapir and jaguar, crossing the asphalt.

IMG_1159 (1)

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1161

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7284

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarães – MT

IMG_7320

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1176 (1)

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarães – MT

IMG_1178 (1)

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarães – MT

–> No segundo dia, uma outra visita fantástica e extremamente interessante: Caverna Aroe Jari, Gruta da Lagoa Azul e Caverna Kiogo Brado – localizadas a 46 km da Chapada dos Guimarães. Fechamos novamente com a Ciça. O passeio, normalmente, dura o dia todo, com direito a banho de cachoeira para refrescar! A trilha é leve e bem bonita (passa por trechos de cerrado, matas de galeria e vereda), cujo trajeto é quase todo plano. Passamos por uma famosa pedra de três pontas. Como ela está realmente equilibrada? Fascinante!!! Ao longo do caminho estão árvores centenárias, como um imenso Jatobá com mais de 350 anos. A sensação desse contato nos fez sentir pequenos diante de tanta grandeza.

O passeio é conhecido como “Caverna Aroe Jari” por ser a principal do roteiro e fica em uma propriedade privada – Fazenda Água Fria. O passeio tem  início na sede receptiva da fazenda, onde colocamos os equipamentos de segurança e nos preparamos para a caminhada. Há uma pequena lanchonete onde você pode comprar água ou outra bebida. Seguimos por uma trilha no cerrado até a Ponte de Pedra, um mirante de onde conseguimos  avistar a região. Muito interessante… Depois continuamos a caminhada e entramos por uma mata de galeria, até chegarmos a primeira caverna – Aroe Jari. Ela é a maior caverna de arenito do Brasil: 1.5 km de extensão, várias “salas” e ainda algumas cachoeiras internas na época de cheia. Mas é na seca (abril a outubro) entretanto, que pode-se caminhar pela caverna, explorando um pouco mais o ambiente. Incrível! As crianças ficaram fascinadas! Dica: leve na mochila uma boa lanterna. Aos poucos os olhos se habituaram a escuridão e conseguimos explorar melhor os detalhes da formação da caverna, com a ajuda de lanternas, por isso elas são muito importantes.

Ficamos por ali algum tempo e seguimos em direção a Boca do Buritizal, entrada da Pedra das Três Pontas, e poucos minutos depois já estávamos na Gruta da Lagoa Azul.

-> On the second day, another fantastic and extremely interesting visit: Cave Aroe Jari, the Blue Lagoon Cave and Cave Kiogo Brado – located 46 km from Chapada dos Guimarães. Closed again with the Ciça. The tour usually lasts all day, with waterfall bath the right to refresh! The trail is light and very pretty (goes through stretches of cerrado, gallery forest and path), the path is almost entirely flat. We passed a famous stone with three points. As she is really balanced? Fascinating !!! Along the way are old trees, like an immense Jatoba with more than 350 years. The feeling that contact made us feel small before such grandeur.

The tour is known as “Cave Aroe Jari” to be the main script and is on a private property – Fazenda Agua Fria. The tour begins in the receptive of the farm headquarters, where we put the safety equipment and prepare for the walk. There is a small coffee shop where you can buy water or other beverage. We follow a trail in the cerrado to the Stone Bridge, a gazebo where we can catch sight of the region. Very interesting … Then we continued walking and entered by a gallery forest, until we reach the first cave – Aroe Jari It is the largest sandstone cavern in Brazil:. 1.5 km long, several “rooms” and even some internal waterfalls in time full. But it is in the dry (April to October) however, that one can walk through the cave, exploring a little more environmentally friendly. Amazing! The children were fascinated! Tip:. Lightweight backpack a good flashlight Gradually my eyes became accustomed to the darkness and we can better explore the details of cave formation, with the help of flashlights, so they are very important.

We were there for some time and we head to Boca do Buritizal, entry of Three Points Stone, and a few minutes later we were in the Cave of the Blue Lagoon.

IMG_1188

Em direção as Cavernas…

IMG_1190

Em direção as Cavernas…

IMG_1191

Fazenda Fria – Chapada dos Guimarães

IMG_1193

Fazenda Fria – Chapada dos Guimarães

IMG_1194

Trilha de acesso às Cavernas

IMG_1195

Trilha de acesso às Cavernas – Ponte de Pedra

IMG_1200

Trilha de acesso às Cavernas – Ponte de Pedra

image

Ponte de Pedra

image

Ponte de Pedra

IMG_1203

Trilha de acesso às Cavernas – Ponte de Pedra

IMG_1206

Trilha de acesso às Cavernas – Ponte de Pedra

IMG_1209

Trilha de acesso às Cavernas – Ponte de Pedra

IMG_7333

Trilha de acesso às Cavernas

IMG_1210

Trilha de acesso às Cavernas

IMG_1237

Trilha de acesso às Cavernas

IMG_1224

Trilha de acesso às Cavernas – Jatobá

IMG_1225

Trilha de acesso às Cavernas – Jatobá

IMG_1217 (2)

Trilha de acesso às Cavernas

IMG_1244

Caverna Aroe Jari

IMG_1245

Caverna Aroe Jari

IMG_1259

Caverna Aroe Jari

IMG_1255

Caverna Aroe Jari

IMG_1262

Caverna Aroe Jari

IMG_1264

Caverna Aroe Jari

IMG_1267

Caverna Aroe Jari

IMG_1263

Caverna Aroe Jari

IMG_1266

Caverna Aroe Jari

IMG_1277

Caverna Aroe Jari

IMG_1278

Caverna Aroe Jari

IMG_1286

Caverna Aroe Jari

IMG_1290

Caverna Aroe Jari

IMG_1300

Caverna Aroe Jari

IMG_1305

Trilha em direção a Gruta da Lagoa Azul – Pedra das Três Pontas

IMG_1308

Trilha em direção a Gruta da Lagoa Azul – Pedra das Três Pontas

Cerca de alguns minutos depois da Caverna Aroe Jari, chega-se a gruta da Lagoa Azul. A piscina natural chega a 5 metros de profundidade e forma duas pequenas cavernas submersas de uma tonalidade azul impressionante – infelizmente é proibido mergulhar.

Dica: a tonalidade depende bastante da luminosidade do dia, então deixem para fazer este passeio quando o céu estiver aberto! Converse com seu guia a hora exata em que o sol consegue passar pelas árvores e incidir diretamente na gruta tornando o cenário ainda mais lindo!

About a few minutes after the Cave Aroe Jari, we arrive at the cave of the Blue Lagoon. The natural pool reaches 5 meters deep and forms two small underwater caves of a stunning blue hue – unfortunately it is forbidden to dive.

Tip: the hue depends heavily on the brightness of the day, then leave to do this tour when the sky is open! Talk to your exact time the tab when the sun gets through the trees and focus directly on the cave making the scenario even more beautiful!

IMG_1383

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1382

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1356

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1385

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1341

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1334

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1380

Gruta da Lagoa Azul

IMG_1362

Gruta da Lagoa Azul

E finalmente a caverna Kiogo Brado, que está localizada à uns 800 metros da Gruta da Lagoa Azul. Uma peculiaridade desta caverna é que a luz passa de uma ponta a outra, deixando-a levemente iluminada. Para atravessá-la totalmente, percorremos uns 270 metros sobre um solo instável e com pouca iluminação: os raios de luz entram pelas extremidades formando uma penumbra que colabora para a formação desse cenário tão intrigante. Na saída, um amontoado de gigantescas pedras dá mais uma evidência de que tudo ali está em permanente movimentação.

And finally the cave Kiogo Brado, which is located at about 800 meters from the Blue Lagoon Grotto. A peculiarity of this cave is that the light passes from one end to the other, leaving it slightly illuminated. To cross it fully cover a 270 meters on unstable soil and low light: the light rays enter the ends forming a penumbra which contributes to the formation of this so intriguing scenario. On the way out, a jumble of giant rocks gives more evidence that all there is in constant movement.

IMG_1393

Trilha em direção a Caverna Kiogo Brado

IMG_1389

Trilha em direção a Caverna Kiogo Brado – pausa para o refresco

IMG_1396

Caverna Kiogo Brado

IMG_1398

Caverna Kiogo Brado

IMG_1399

Caverna Kiogo Brado

IMG_1402

Caverna Kiogo Brado

IMG_1408

Caverna Kiogo Brado

IMG_1410

Caverna Kiogo Brado

IMG_1412

Caverna Kiogo Brado

IMG_1413

Caverna Kiogo Brado

IMG_1415

Caverna Kiogo Brado

IMG_1421

Caverna Kiogo Brado

IMG_1426

Caverna Kiogo Brado

IMG_1425

Caverna Kiogo Brado

IMG_1434

Caverna Kiogo Brado

IMG_1442

Caverna Kiogo Brado

IMG_1449

Trilha em direção ao trator, nossa carona de volta!!!

IMG_1456

Trilha em direção ao trator, nossa carona de volta!!!

No retorno optamos por pegar carona no trator da propriedade. Existe a opção de ir e voltar de trator, economizando a maior parte da caminhada, mas achamos que valia a pena fazer pelo menos a ida pela trilha apreciando assim, a paisagem do cerrado.

In return we chose to piggyback on the tractor the property. There is the option to go back and forth tractor, saving most of the walk, but we think worth doing at least the way the trail enjoying thus the landscape of the savannah.

IMG_1473

No fim do passeio, na entrada da fazenda, é servida uma comidinha caseira ao custo de R$25,00 por pessoa – ela é muito gostosa! * É necessário efetuar a reserva logo no início do dia, ou seja, antes do passeio.

Depois do almoço, um descanso na rede! Há uma excelente opção de visitar a Cachoeira do Relógio para fechar o dia de caminhada. Seu poço não é muito fundo mas a queda d’água é deliciosa!

At the end of the tour, the farm entrance, a homemade food at a cost of $ 25.00 per person is served – it is very tasty! * It is necessary to make the reservation early in the day, that is, before the tour.

After lunch, a rest on the net! There is an excellent option to visit the Clock Waterfall to close the day’s walk. Your well is not very deep but the waterfall is delicious!

IMG_1496

IMG_7373

IMG_7363

–> Nosso quarto e último dia foi o passeio do Circuito das Cachoeiras, o passeio mais tradicional da Chapada dos Guimarães, talvez pelo grande número de atrativos que podem ser visitados ou pelo fato de ocorrer dentro do Parque Nacional da Chapada. Para realizar este passeio, é necessário contratar um guia. A trilha é plana e de nível fácil, mas exige resistência física do turista para suportar uma caminhada longa debaixo do sol, ela também começa nos arredores da própria Pousada do Parque e tem duração de aproximadamente 5 horas em 7 km (ida e volta) de percurso. Nesse dia formamos um ótimo grupo com amigos que fizemos na própria Pousada, todos californianos, foi excelente!!! Os nossos guias foram o Tadeu e o Alexandre, ambos falam inglês e foi muito animado, principalmente para as crianças porque estavam com dois amiguinhos: Sophia e John.

No caminho, visitamos formações curiosas como a Casa de Pedra, uma pequena caverna de arenito esculpida pelo córrego Sete de Setembro, um dos formadores das cachoeiras.

O que dizem por lá é que a Casa pode ter servido de abrigo paras inimigos do Regime Militar, na década de 1960. Mas não apenas: ela foi refúgio de povos primitivos, índios que viviam na região, bandeirantes, tropeiros e campistas. Hoje, é a morada de pequenos roedores e outros animais que por ali se abrigam.

*Dica: um dos aspectos importantes quando caminhamos em um ambiente natural é ter o olfato apurado para os cheiros. Eles podem significar que você está próximo de algum animal. É hora, portanto, de fazer silêncio para tentar encontrá-lo.

Dentro do passeio visitamos algumas cachoeiras:

– Cachoeira Sete de setembro – percorremos um caminho de quase dois quilômetros até chegar à primeira cachoeira. Com uma queda de aproximadamente dois metros de altura, ela é relativamente rasa. A correnteza não é forte, portanto é fácil nadar até alcançar o banco de pedras que fica logo abaixo da queda.

– Cachoeira Sonrisal – seguindo o caminho do rio, encontramos essa pequena cachoeira que ganhou esse nome engraçado porque o movimento da água forma uma hidromassagem com uma espuma branca constante.

– Cachoeira do Pulo – fica ao lado da Cachoeira Sonrisal, ela tem cerca de três metros de altura. Recebeu esse nome porque muita gente vinha aqui para saltar do alto da cachoeira direto na piscina natural que ela forma. Atualmente isso  não é permitido.

– Cachoeira do Degrau – formada pelo rio Sete de Setembro, ela é uma pequena cachoeira com vários degraus, que lembram uma escada, e uma piscina que permite algumas braçadas. Apesar de pequena, a profundidade média é de dois metros.

– Cachoeira da Prainha – é a menor queda d’água de todo o circuito, mas que tem uma das maiores piscinas naturais e um tipo de prainha formado pela areia das margens do rio. É ideal para quem está com crianças ou para quem quer aproveitar o dia relaxando tranquilamente.

– Cachoeira das Andorinhas – é a mais alta de todo o circuito, com aproximadamente 30 metros de queda d’água, e, sem dúvida, a mais bela de todas. Na década de 1980, muitos hippies acampavam aqui e foi nessa cachoeira que centenas de pessoas uniram suas mãos em protesto contra o desmatamento e a destruição da área que hoje é o Parque. Depois de várias ações que mobilizaram grande parte dos moradores da região, o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães foi criado pelo Governo Federal, em 1989.

–> Our forth and final day was the tour of the Waterfalls Circuit, the most traditional tour of Chapada dos Guimarães, perhaps the large number of attractions that can be visited or the fact that occur within the Chapada National Park. To accomplish this tour, it is necessary to hire a guide. The trail is flat and easy level, but requires stamina tourist to support a long walk under the sun, it also begins in the vicinity of the Park Inn itself and lasts about 5 hours at 7 km (round trip) to route. On that day we form a great group of friends we made ​​at the Inn itself, all Californians, was excellent !!! Our guides were Tadeu and Alexander, both speak English and was very excited, especially for children because they were two little friends: Sophia and John.

On the way we visited curious formations like the Stone House, a small cave sandstone carved by the stream Sete de Setembro, one of the trainers of the waterfalls.

What they say there is that the house may have served as under paras enemies of the military regime in the 1960s but not only: it was refuge of primitive peoples, Indians living in the region, scouts, troopers and campers. Today, it is home to small rodents and other animals around there sheltering.

* Tip: One of the important aspects when we walk in a natural setting is to have the sense of smell to odors. They can mean that you are close to an animal. It is time, therefore, to make silence to try to find him.

Within the tour we visited some waterfalls:

– Waterfall Seven September – come a way of almost two kilometers until you reach the first waterfall. With a drop of about two meters high, it is relatively shallow. The current is not strong, so it’s easy to swim to reach the stone bench that sits just below the fall.

– Sonrisal Waterfall – following the path of the river, we find this little waterfall that won this funny name because the movement of water forms a whirlpool with a constant white foam.

– Waterfall Leap – is next to the waterfall Sonrisal, it has about three meters high. It was so named because many people came here to jump straight from high waterfall in the natural pool that it forms. Currently it is not allowed.

– Step Waterfall – formed by the river Sete de Setembro, it is a small waterfall with several steps, which resemble a ladder, and a pool that allows a few laps. Although small, the average depth is two meters.

– Cachoeira da Prainha – is the smallest waterfall around the circuit, but it has one of the largest pools and a type of small beach formed by the sand of the river banks. It is ideal for those with children or who want to enjoy the day relaxing quietly.

– Waterfall of the Swallows – is the highest of the entire circuit, with approximately 30 meters waterfall, and undoubtedly the most beautiful of all. In the 1980s, many hippies camped here and it was this waterfall that hundreds of people have joined hands in protest against deforestation and the destruction of the area that is now the park. After several actions that mobilized most of the locals, the Chapada dos Guimarães National Park was created by the federal government in 1989.

IMG_1502

Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1504

Morro São Jerônimo visto da trilha – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1524

IMG_1505

Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – Chegada a Casa de Pedra!

IMG_1506

Casa de Pedra -Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1507

Casa de Pedra -Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1508

Casa de Pedra -Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1509

Casa de Pedra -Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1510

Casa de Pedra -Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1512

Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1513

Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1516

Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1526

Cachoeira 7 de Setembro

IMG_1527

Cachoeira 7 de Setembro

IMG_1528

Cachoeira 7 de Setembro

IMG_1540

Cachoeira do Pulo

IMG_1531

Cachoeira do Pulo

IMG_1533

Cachoeira do Pulo

IMG_1536

Cachoeira do Pulo

IMG_1548

Cachoeira do Degrau

IMG_1557

Cachoeira do Degrau

IMG_1559

Cachoeira do Degrau

IMG_1567

Cachoeira do Degrau

IMG_1577

Trilha do Circuito das Cachoeiras

IMG_1580

Cachoeira da Prainha

IMG_1581

Trilha do Circuito das Cachoeiras – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1598

Trilha do Circuito das Cachoeiras

IMG_1600

Trilha do Circuito das Cachoeiras

IMG_1606

Cachoeira das Andorinhas – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1610

Cachoeira das Andorinhas – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1631

Cachoeira das Andorinhas – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1621

Cachoeira das Andorinhas – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

IMG_1637

Trilha do Circuito das Cachoeiras em direção a Véu de Noiva – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Nossa opção foi terminarmos a trilha no Véu de Noiva, onde almoçamos e retornamos no carro da Pousada que gentilmente foi nos buscar!!! Uma farra!!!

Our option was to finish the trail at Bridal Veil, where we had lunch and returned the car at the Pousada which was kindly get us !!! A spree !!!

IMG_1639

Trilha do Circuito das Cachoeiras

IMG_1641

Trilha do Circuito das Cachoeiras

IMG_1646

Trilha do Circuito das Cachoeiras

IMG_1648

IMG_1660

image

image

Tadeu (guia) e as crianças!!!

–> No final do dia partimos para Vila de Bom Jardim – 160 km.

– Caso você tenha mais dias disponíveis, há outras atrações interessantes:

–> Mirante do Centro Geodésico da América do Sul – Está na face Sul dos paredões, é um mirante natural que dá vista para a imensa planície pantaneira e também de onde se avista Cuiabá, a Capital de Mato Grosso. Neste mirante existe um marco geodésico e muitas pessoas sempre acreditaram que este local seria o “centro geodésico da América do Sul”, porém trata-se apenas de um marco de altitude e complementa o antigo marco localizado em Cuiabá, o qual é, segundo geógrafos, o marco exato do centro da América do Sul.

–> Cachoeira do Marimbondo e Cachoeira da Geladeira – ambas são ótimas para banho. Por estarem localizadas numa propriedade particular, paga-se R$10,00 pela primeira e R$7,00 pela segunda. A cachoeira da Geladeira, particularmente, tem um ótimo poço para nado e sua água é de um tom azul esverdeado impressionante!

–> A caminhada mais famosa da Chapada é a que leva ao morro de São Gerônimo. É preciso preparo físico e fôlego para encarar a caminhada até o topo, a 836 metros de altitude. Lá de cima, a vista panorâmica descortina até mesmo a cidade de Cuiabá. Ao longo do percurso a dica é distrair a cabeça com as curiosas formações rochosas, como a Casa de Pedra e as pedras da Tartaruga, do Jacaré e do Cogumelo. É necessário o acompanhamento de guia. * O Morro São Gerônimo, é o maior mirante do parque, e pode ser avistado de vários pontos.

–> Onde comer: nós fizemos a opção de fazer as refeições na própria pousada! Porém há outras boas opções como:

* Bistrô da Mata

– Telefone para reservas: (65) 3301 3483 e 8421 8810
– Endereço: Estrada do Mirante, km 01 – Av. Morro dos Ventos

* Atmã Hotel e Restaurante

– O almoço é servido a partir das 11 horas e não há necessidade de reserva. Endereço: Caminho Casa dos Sonhos, Serra do Atmã. –> Site oficial: http://www.atmaresort.com.br

* Morro dos Ventos – o Restaurante e Mirante Morro dos Ventos está localizado a 3 km do centro da Chapada e é bem posicionado, à uma altura de 200 metros. O lugar é belíssimo!

– Além de servir almoços diariamente, das 10h as 17h, o restaurante Morro dos Ventos aceita pedidos para eventos especiais, como pequenas festas, aniversários, jantares e casamentos. Um local bem estruturado, com uma vista e clima fantásticos. Eles servem pratos típicos matogrossenses. Acesse o site oficial para maiores informações: http://www.morrodosventos.com.br

-> At the end of the day we went to Vila Bom Jardim – 160 km.

– If you have more days available, there are other interesting attractions:

-> Mirante do Geodesic Center of South America – are on the south face of the walls, it is a natural viewpoint that overlooks the vast Pantanal and also which overlooks Cuiaba, Mato Grosso of the Capital. In this viewpoint there is a geodesic mark and many people have always believed that this site would be the “geodesic center of South America,” but it is only a framework of altitude and complements the old March located in Cuiaba, which is, according to geographers , the exact framework of the center of South America.

-> Marimbondo Waterfall and Waterfall Refrigerator – both are great for swimming. Because they are located on private property, you pay R $ 10.00 for the first and R $ 7.00 for the second. The Waterfall Refrigerator, particularly, has a great pool for swimming and its water is an impressive greenish-blue!

-> The most famous walk from Chapada is the one that leads to the hill of Saint Jerome. We need fitness and breath to face the hike to the top, 836 meters above sea level. From the top, the panoramic view reveals even the city of Cuiabá. Along the way the trick is to distract the head with curious rock formations such as the Casa de Pedra and stones turtle, alligator and mushroom. The guide follow-up is required. * The Morro Saint Jerome, is the highest lookout in the park, and can be seen from various points.

-> Where to eat: we made the choice to dine at the inn! But there are other good options such as:

* Bistro da Mata

– Phone for reservations: (65) 3301 3483 and 8421 8810
– Address:. Lookout Road, km 01 – Av Morro dos Ventos

* Atma Hotel and Restaurant

– Lunch is served from 11 hours and there is no need for reservation. Address: House of Dreams Way, Serra do Atma. -> Website: http://www.atmaresort.com.br

* Morro dos Ventos – the Restaurant and Lookout Morro dos Ventos is located 3 km from the Chapada and is well positioned at a height of 200 meters. The place is gorgeous!

– In addition to serving lunches daily from 10am to 17h, the Winds of Morro restaurant accepts requests for special events such as small parties, birthdays, dinners and weddings. A well structured site, with great views and fantastic weather. They serve dishes Mato Grosso. Visit the official site for more information: http://www.morrodosventos.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s