Parque Beto Carrero World

Beto Carrero World

O Beto Carrero World é o maior parque temático da América Latina e fica localizado no Balneário de Penha (SC). Tem facil acesso pela BR-101. Está também localizado a 37 km do Balneário de Camboriú e à 114 km de Florianópolis.

img_8948

A decisão onde ficar é muito simples: se você quiser simplicidade, tranquilidade e estar perto do parque decida ficar em Balneário de Penha, foi o que fizemos. E a dica sem piscar é hospedar-se na Pousada Canto da Vigia – maravilhosa, principalmente para as crianças. A Pousada fica localizada na Praia Grande e à beira-mar. Tem um ótimo café da manhã e excelentes petiscos a beira da piscina. Em dias frios você pode acender a lareira, tomar um bom vinho e relaxar do dia. Definitivamente se você pensar em Balneário de Penha é aqui que você ficar. Uma outra boa dica, para comer, em Balneário de Penha, é no “La Roza”, restaurante simples mais a comidinha é 10.

img_9748

img_9749

img_9690

img_9695

img_9751

img_9750

img_9760

img_9762

img_9771

img_9773

img_9776

img_9777

img_9782

img_9702

img_9703

img_8916

img_8919

img_8923

img_9701

img_8926
img_8930

img_8931

img_8936

img_9247

img_9959img_9958img_9974

Agora se você é chegado a uma agitação, grandes shoppings, restaurantes mais elaborados a dica é hospedar-se em Balneário de Camboriú. Só precisará acordar mais cedo e encarar 37 km até o parque. E a dica aqui é acordar cedo pois o parque abre 9h e fecha 18h. Ou seja se voce chegar ao parque 12h não vai aproveitar nada!

No planejamento do Viagem em Familia acertamos as passagens para Navegantes pois o aeroporto é muito próximo do Balneário de Penha, porém devido a forte neblina que cobria a cidade à mais de uma semana nosso voo foi desviado para Florianópolis e a companhia aérea disponiblizou um ônibus para levar os passageiros até o aeroporto de Navegantes. Lá pegaríamos o carro alugado (Rental Cars).

Os ingressos foram comprados para 2 dias de parque, o que é suficiente, até para quem tem crianças pequenas e precisa de um ritmo menos acelerado. A dica é estacionar o carro em estacionamentos em frente ao parque pois a difereça de valor compensa. Fizemos isso e a economia foi de R$ 60 reais. A única carteira de estudante que eles aceitam é a internacional e podem acreditar vale a pena!

Dentro do parque existe uma grande praça de alimentação e alguns quiosques espelhados que oferecem uma boa comida ou lanche! Mas é sempre recomendável, caso queira economizar ou tenha preferência por lanches mais saudáveis, carregar os seus na mochila. Em Penha tem supermercado onde você pode comprar.

Na entrada do parque um funcionário vai medir a altura da criança e vai colocar uma fita no pulso – as cores variam de acordo com a altura. A finalidade é facilitar o acesso das crianças às atrações, que são permitidas de acordo com a idade e o tamanho.

Na entrada você também recebe um mapa que facilita seu itinerário dentro do parque. Existem alguns shows que possuem horários pré estabelecidos, então preste atenção, pois todos valem a pena, principalmente: Velozes e Furiosos, Madagascar e Excalibur (esse é o show “Duelos Medievais” com almoço – minha dica é agendar no horário de 14h). Às 18h lembre-se do show “O sonho de Cowboy” que vai finalizar o seu dia no parque!

Sem dúvida nenhuma eu recomendo os meses de junho, início de julho ou agosto, fora das férias e de preferência no meio da semana, pois o parque costuma encher e não é nada agradável ficar em filas enormes. O parque oferece um tipo de Fastpass porém  o ingresso fica bem mais caro! De qualquer forma consulte o site do parque e confira todos os tipos de pacotes que eles oferecem e encaixe suas prioridades. Explicando – quando mencionei os meses acima foi justamente pelo frio pois nos meses quentes é horrível e cansativo encarar um dia no parque. Mas sempre existem opções intermediárias – abril, maio, setembro, outubro.

Conclusão: vale a pena conhecer! As crianças, que é o que interessa, ADORAM!

Mas como todo bom viajante não ficamos apenas concentrados no Beto Carrero, tiramos um dia para o Balneário de Camboriú, onde passamos uma tarde no Parque Unipraias.

Desde a sua inauguração, em 1999, o Parque Unipraias segue a tendência do turismo mundial, de reunir várias modalidades de lazer em um só local. Por conta disso, recebe meio milhão de turistas brasileiros e estrangeiros, garantindo movimento além do verão.  O símbolo do Parque Unipraias são os 47 bondinhos aéreos interligando três estações (estação Barra Sul, estação Mata Atlântica e estação Laranjeiras) entre o lado sul da orla de Balneário Camboriú, subindo até o Morro da Aguada e descendo até a praia de Laranjeiras.

No alto do Morro da Aguada, à uma altitude que chega a 240 metros, está a Estação Mata Atlântica. Nessa estação, encontram-se quiosques, loja de souvenirs, o Auditório Ângelo Bogo e o Parque Ambiental que são 500m de passarelas em meio à mata, sinalizadas por placas indicativas sobre a fauna e a flora nativa. Ao longo do caminho, dois mirantes recarregam as energias com o visual estonteante. O primeiro tem como foco toda orla da belíssima praia Central de Balneário Camboriú. Já o segundo, o Oceano Atlântico e a Praia de Laranjeiras.
Mais duas paradas são obrigatórias: a Casa do Chocolate – famosa por abrigar o Coelhinho da Páscoa e o Papai Noel nas datas comemorativas – e o Oratório, que guarda a estátua de bronze de Santo Antônio da Aguada, abençoada em 1999, durante missa solene na Basílica de Santo Antônio de Padova (Itália).

Nessa Estação também se encontram as principais Atrações do Parque Unipraias:

Youhooo! – É um trenó de montanha que vai deixar sua adrenalina lá em cima!

Zip Rider que garante uma descida alucinante em meio à Mata Atlântica. É uma nova experiência de viagens pelo céu!

Fantastic Forest – é  um mundo secreto em meio a Mata Atlântica repleta de seres encantados! A magia já começa na Bilheteria, localizada dentro de uma imensa árvore esculpida, lar de um simpático duende que vez e outra espia da janela. Percorrendo as trilhas da atração o visitante transita por vilarejos onde seres encantados vivem harmoniosamente.

A Estação Barra Sul é um dos pontos de embarque para a viagem que combina natureza e diversão, com uma vista panorâmica de 360 graus voltada para a ponta sul da praia de Balneário Camboriú, onde acontece o encontro das águas do mar com o rio Camboriú. A área de embarque dos bondinhos aéreos fica no segundo piso. Nessa estação você encontra um restaurante muito bom – Casa do Camarão.

O encontro com o mar: Estação Laranjeiras, com sua arquitetura em espiral, inspirada nas conchas do litoral brasileiro. A praia, de mesmo nome da estação, tem águas tranquilas, claras e próprias para o banho, sendo considerada uma das mais bonitas de Santa Catarina. Na orla uma estrutura completa de bares e restaurantes. Aqui, o melhor programa é degustar um cardápio de frutos do mar, culinária típica da região, ou alugar caiaques e boias para se divertir nas águas de Laranjeiras. Nesta Estação é a chegada do ZipRider. Enquanto espera para o embarque, o visitante pode apreciar a exposição “Conheça nossa história”. A exposição fotográfica contempla os principais momentos desde 1950 até os dias de hoje anos do Parque Unipraias, que é considerado um dos principais pontos turísticos de Santa Catarina.

Informações sobre valores – http://www.unipraias.com.br/p/precos-e-promocoes

Outro passeio muito legal é a visita ao Museu Oceanográfico Univali (MOVI) localizado em Balneário de Piçarras (à 8 km do Beto Carrero). Fica as margens da BR 101 com fácil acesso e ampla área de estacionamento.

Foi criado em 1987 e está entre os quatro principais acervos de história natural do Brasil, sendo que na temática oceanográfica é o maior da América Latina.

O MOVI tem como objetivo desenvolver coleções de referência que representem o maior número de espécies marinhas, possibilitando pesquisas taxonômicas e biogeográficas e com isso buscando representar o conjunto da biodiversidade do litoral brasileiro. Além disso, objetiva divulgar e expor as características do nosso patrimônio biológico marinho para a educação e para o deleite do público que nos visita, promovendo a Fundação Universidade do Vale do Itajaí.

O MOVI faz parte do Conselho Internacional de Museus (ICOM) junto aos museus de história natural (NATHIST), desde 1994, e seu sistema de curadoria adota os critérios éticos e técnicos estipulados por este conselho, como o Código de Deontologia do ICOM (2002). É cadastrado junto ao Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), órgão federal que regula e orienta as ações museais no país, e considerado “Coleção de Excelência” pelo CNPq e “Instituição de Referência” pela CAPES, indicado para trabalhos de pós graduação em nível de pós doutorado.

O MOVI possui:

a maior coleção privada de tubarões e raias do mundo (9.900 espécimes);
a maior coleção de tartarugas marinhas da América do Sul (400 espécimes);
a maior coleção de mamíferos marinhos do Brasil (600 espécimes);
a segunda maior coleção de aves marinhas do Brasil (650 espécimes)
a maior coleção de peixes marinhos do sul do Brasil (7.300 espécimes);
a maior coleção de invertebrados marinhos do sul do Brasil (8.000 espécimes);
a maior coleção de conchas do Brasil e segunda da América Latina (90.000 espécimes).

Para finalizar nosso passeio visitamos a cidade de Bombinhas, um litoral super bonitinho que vale a pena conferir se você tiver tempo disponível! Passamos o dia na cidade e conheçemos algumas belas praias: Bombinhas, Sepultura, Tainha e Mariscal.

Curiosidades – Bombinhas é o menor município de Santa Catarina e tem sua economia alicerçada basicamente nas atividades do turismo e pesca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s