Instituto Ricardo Brennand – (IRB) – Recife / Ricardo Brennand Institute – (IRB) – Recife

O Instituto Ricardo Brennand (IRB) é uma instituição cultural brasileira localizada na cidade de Recife, no bairro da Várzea. Fundado em 2002 pelo colecionador e empresário pernambucano Ricardo Brennand, o Instituto está sediado em um complexo arquitetônico em estilo medieval, composto por trés prédios: Museu Castelo São João, Pinacoteca, Galeria e a Capela Nossa Senhora das Graças, circundados por um vasto parque – lindíssimo!

* Recentemente o Instituto Ricardo Brennand celebrou 12 anos de fundação e a marca de dois milhões de visitantes e tornou-se um dos principais destinos turísticos do Brasil.

O IRB possui uma coleção permanente de objetos histórico-artísticos de diversas procedências, abrangendo o período que vai da Baixa Idade Média ao século XXI, com forte ênfase na documentação histórica e iconográfica relacionada ao período colonial e ao Brasil Holandês, incluindo a maior coleção do mundo de pinturas de Frans Post, com vinte obras.

* A maior parte dos quadros de Franz encontra-se no Brasil: na cidade do Recife computam-se dezessete no Instituto Ricardo Brennand (a maior colecção do artista no mundo, abrangendo todas as fases de sua produção), e cinco divididos entre o Museu do Estado de Pernambuco, o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e o Palácio do Governo de Pernambuco; existem quadros ainda no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, na Fundação Maria Luísa e Oscar Americano, na Fundação Pimenta Camargo e no Museu de Arte de São Paulo, estes na cidade de São Paulo, e no Ministério das Relações Exteriores, em Brasília.

The Ricardo Brennand Institute (IRB) is a Brazilian cultural institution in the city of Recife, in the neighborhood of the Meadow. Founded in 2002 by collector and businessman Ricardo Brennand Pernambuco, the Institute is based in an architectural complex in medieval style, with three buildings: Castle Museum St. John, Art Gallery, Gallery and the Chapel of Our Lady of Grace, surrounded by a large park – beautiful!

* Recently the Ricardo Brennand Institute celebrated 12 years of foundation and the mark of two million visitors and has become a major tourist destination in Brazil.

The IRB has a permanent collection of art-historical objects from various sources, covering the period from the Middle Ages to the twenty-first century, with strong emphasis on historical and iconographic documentation related to the colonial period and the Dutch Brazil, including the largest collection of World of Frans Post paintings, twenty works.

* Most Franz frame is in Brazil: in Recife are computed-seventeen in the Ricardo Brennand Institute (the largest collection of the artist in the world, covering all stages of its production) and five divided between the Museum the State of Pernambuco, the Archaeological Institute, History and Geography Pernambucano and the Pernambuco State Capitol; there are still frames at the National Museum of Fine Arts in Rio de Janeiro, the Foundation Maria Luisa and Oscar Americano, the Foundation pepper Camargo and São Paulo Art Museum, these in São Paulo, and the Ministry of Foreign Affairs in Brasilia.

* Forte Frederick Hendrik é uma pintura a óleo sobre tela realizada pelo pintor holandês Frans Post em 1640. A obra retrata uma paisagem pernambucana, tendo ao fundo a fortaleza erguida por Diederick van Waerdenburch, na antiga ilha de Antônio Vaz, no Recife, durante as invasões holandesas no nordeste brasileiro. A tela é a única das sete obras remanescentes pintadas in loco por Frans Post em Pernambuco e atualmente conservada no Brasil. Pertence ao acervo do Instituto Ricardo Brennand, no Recife.

* Forte Frederick Hendrik is an oil painting on canvas held by the Dutch painter Frans Post in 1640. The work depicts a landscape Pernambuco, against the background of the fortress erected by Diederick van Waerdenburch, on the former island of Antonio Vaz, in Recife, during the Dutch invasions in the Brazilian northeast. The screen is the only remaining of the seven works painted on the spot by Frans Post in Pernambuco and currently conserved in Brazil. It belongs to the collection of the Instituto Ricardo Brennand, Recife.

image

Forte Frederick Hendrik – Frans Post

Instituto também abriga um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, com mais de 3 000 peças, a maior parte proveniente da Europa e da Ásia, produzidas entre os séculos XIV e XXI.

A biblioteca do Instituto possui mais de 60 mil volumes, datados do século XVI em diante, destacando-se as coleções de brasiliana e obras raras.

Assim como o Instituto Inhotim, o IRB é imenso, são 77 mil m² de área construída em 180 mil m² de terreno – é difícil conferir tudo do Instituto Ricardo Brennand (IRB) em apenas uma visita. O ideal é curtir o museu com tempo – no mínimo 2 dias!

Entretanto, para as pessoas que só podem passar uma vez pelo espaço, segue algumas das atrações imperdíveis (recomendadas pelo G1): David, de Michelangelo, O Pensador, de Rodin, A Dama e o Cavalo, Bolo de rolo, Cachorro com armadura, Espadas do Rei Faruk Ii, Fuzis de D. Pedro I e D. Pedro II, Raro Frans Post, Tapeçarias com desenhos de Eckhout, Relíquias do Brasil Holandês.

The Institute also houses one of the largest collections of knives in the world with more than 3000 pieces, mostly from Europe and Asia, produced between the fourteenth and twenty-first.

The library of the Institute has more than 60,000 volumes, dating from the sixteenth century onwards, especially the collections of Brasiliana and rare books.

As the Inhotim Institute, IRB is immense, are 77 000 m² of floor area in 180,000 m² of land – it’s hard check all the Ricardo Brennand Institute (IRB) in just one visit. The ideal is to enjoy the museum with time – at least 2 days!

However, for people who can only pass once through space, follows some of the must-sees (recommended by G1): David by Michelangelo, The Thinker, Rodin, The Lady and the horse, roll cake, dog with armor, King of Swords Faruk Ii, Rifles D. Pedro I and Pedro II, rare Frans Post, Tapestries with Eckhout drawings, Brazil Dutch Relics.

1) David, de Michelangelo

O instituto tem uma das cinco réplicas da estátua de David, feitas utilizando mármore retirado da mesma pedreira da original, em Pietrasanta (Itália). A peça é uma das mais conhecidas do artista e retrata o herói bíblico que derrotou o gigante Golias. Localizada em um espaço privilegiado nos jardins, a escultura feita pelo estúdio Cervietti Franco é rodeada por bancos, onde os visitantes podem se sentar e apreciar a paisagem da propriedade.

1) David by Michelangelo
The institute has one of the five replicas of the statue of David, made using marble taken from the same quarry original, in Pietrasanta (Italy). The piece is one of the best-known artist and depicts the biblical hero who slew the giant Goliath. Located in a privileged place in the gardens, sculpture made by Cervietti Franco studio is surrounded by benches where visitors can sit and enjoy the scenery of the property.

image

2) O Pensador, de Rodin
Antes de David ocupar o lugar de destaque no jardim, a honra ficava ôcom uma das 25 réplicas feita da obra O Pensador, do francês Auguste Rodin, utilizando um molde do original. Originalmente, o a peça fazia parte da Porta do Inferno, projeto encomendado a Rodin pelo Museu de Artes Decorativas de Paris. Com sua popularidade, O Pensador, assim como as figuras O Beijo e As Três Sombras, foram reproduzidas em tamanho maior. Atualmente, a peça de bronze fica na Galeria, com acesso restrito.

2) The Thinker, Rodin
Before David occupy the prominent place in the garden, the honor was OCOM one of 25 replicas made of the work The Thinker, the French Auguste Rodin, using the original mold. Originally, the one piece was part of Hell’s Gate, project commissioned by the Rodin Museum of Decorative Arts in Paris. With its popularity, The Thinker and The Kiss figures and The Three Shades, were reproduced in large size. Currently, the bronze piece is in the gallery, with restricted access

image

3) A Dama e o Cavalo, de Botero
Entre a escultura de David e um dos lagos artificias da propriedade está a obra “A Dama e o Cavalo, do colombiano Fernando Botero”. A peça de bronze platinado tem posição de destaque entre similares feitas pela da gaúcha Sonia Ebling, retratando rinocerontes, passáros e felinos.

3) The Lady and the Horse, Botero
Among the sculpture of David and one of the artificial lakes of the property is the work “The Lady and the Horse, the Colombian Fernando Botero”. A piece of platinum bronze has a prominent position among similar made by the gaucho Sonia Ebling, portraying rhinos, birds and cats.

image

4) Bolo de rolo
Segundo o coordenador do IRB, e praticamente todos os arte-educadores que trabalham no local, a lanchonete do museu tem o melhor bolo de rolo do Recife. “Continuando com a tradição de exaltar Pernambuco, mas nem é intencional. É apenas um fato. Já provei vários diferentes, mas sempre volto para esse”, disse Leonardo Dantas Silva.

4) Roll Cake
According to the IRB coordinator, and virtually all art educators working on site, the cafeteria of the museum has the best of Recife roll cake. “Continuing with the tradition of exalting Pernambuco, but is not intentional. It’s just a fact. Have tasted several different, but always come back to this, “said Leonardo Dantas Silva.

image

5) Cachorro com armadura
Assim que o visitante entra no Castelo São João, o que mais chama atenção é um cachorro empalhado coberto com uma armadura. “Não visitei todos os museus do mundo, obviamente, mas não lembro de ver algo assim em lugar nenhum. Me arrisco a dizer que temos a única armadura canina em exposição”, disse o coordenador do IRB.

5) dog with armor
Once the visitor enters the St. John Castle, the most remarkable is a stuffed dog covered with armor. “I did not visit all the museums of the world, of course, but remember not to see something like this anywhere. I venture to say that we have the only canine armor on display, “said IRB coordinator.

image

6) Espadas do Rei Faruk I
De sua vasta coleção, Ricardo Brennand diz ter um carinho especial por duas espadas que pertenceram ao rei Faruk I, do Egito, último monarca do país antes da proclamação da República, em 1953 [Faruk abdicou do trono durante a revolução de 1952, mas como seu filho, Faud II, tinha apenas um ano na época, ele não chegou a ser corado]. As duas armas que pertencem ao colecionador são laminadas em ouro e contêm diversas pedras preciosas nos punhos.7) Fuzis de D. Pedro I e D. Pedro II

6) King of Swords Faruk I
From his vast collection, Ricardo Brennand said to have a special affection for two swords that belonged to King Farouk I of Egypt, last monarch of the country before the proclamation of the Republic in 1953 [Faruk abdicated the throne during the 1952 revolution, but as his son, Faud II, was only one year at the time, he was never stained]. The two weapons belonging to the collector are laminated in gold and precious stones contain various punhos.7) Rifles D. Pedro I and Pedro II.

image

7) Fuzis de D. Pedro I e D. Pedro II                                                                                                                   O acervo de armas também conta com peças dos únicos monarcas do Brasil Império, Dom Pedro I e Dom Pedro II. As espingardas foram presenteadas à Família Real no momento da coroação deles, com a de Pedro I sendo confeccionada pelo armeiro João Batista, mestre do arsenal real do Rio de Janeiro, e a de Pedro II pelo armeiro Jerônimo Jozé Bustorf, mestre do arsenal de guerra de Pernambuco.

7) Rifles D. Pedro I and Pedro II Gun collection also includes parts of the only monarch of the Empire Brazil, Dom Pedro I and Pedro II. The rifles were presented to the Royal Family at the time of the coronation of them, with Peter I being made by the dealer John the Baptist, real arsenal master of Rio de Janeiro, and the Pedro II by the dealer Jerome Jozé Bustorf, war arsenal master of Pernambuco.

image

8) Raro Frans Post
Frans Post veio para o Brasil com Maurício de Nassau, durante a invasão holandesa. Enquanto estava no país, o artista dos Países Baixos pintou 18 quadros, mas ninguém sabe onde estão 11 deles. Dos sete restantes, um se encontra na pinacoteca do Instituto. A obra em óleo sobre madeira “Forte Frederick Hendrik”, de 1640, retrata a paisagem onde agora se encontra o Forte das Cinco Pontas, no bairro de São José, área central do Recife.

8) Rare Frans Post
Frans Post came to Brazil with Maurice of Nassau, during the Dutch invasion. While in the country, the artist of the Netherlands painted 18 paintings, but no one knows where 11 of them. Of the remaining seven, one is in the art gallery of the Institute. The work in oil on wood “Fort Frederick Hendrik,” 1640, depicts the landscape where now stands the Fort of Five Points in the neighborhood of San Jose, central area of ​​Recife.

image

9) Tapeçarias com desenhos de Eckhout
Na entrada da galeria com as obras sobre o Brasil Holandês estão quatro tapeçarias feitas com desenhos de Albert Eckhout. “As gravuras, feitas quando o artistas estava em Pernambuco, foram presentadas por Nassau ao rei Luís XIV, da França, que mandou transformá-las em tapeçarias, dando o pontapé inicial no estilo no país”, afirmou o coordenador no IRB.

9) Tapestries with Eckhout designs
In the gallery entrance with the works of the Dutch Brazil are four tapestries with Albert Eckhout drawings. “The pictures, made when the artist was in Pernambuco, were presentadas by Nassau to King Louis XIV of France, who had turn them into tapestries, giving the kickoff in style in the country,” said the coordinator in IRB.

image

10) Relíquias do Brasil Holandês
Durante a invasão holandesa, Nassau trouxe diversos artistas e pensadores para desenvolver a província de Pernambuco, que na época era chamada de Nova Holanda. Entre 1630 e 1654, foi produzido um livro com os primeiros relatos sobre ciências no país, focando em medicina e saúde, mas também com relatos históricos. O exemplar fica na pinacoteca, junto a uma considerável coleção de moedas da era Nassau, florins, que eram similares às usadas nos Países Baixos.

10) Relics of Brazil Dutch
During the Dutch invasion, Nassau brought many artists and thinkers to develop the province of Pernambuco, who was then New Holland call. Between 1630 and 1654, a book was produced with the first reports about science in the country, focusing on medicine and health, but also to historical accounts. The copy is in the art gallery, along with a considerable collection of coins was Nassau, florins, which were similar to those used in the Netherlands.

image

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s